sexta-feira, 7 de Novembro de 2014

XI PARTIDELA TRADICIONAL DA AMÊNDOA no Museu do Ferro

(clicar sobre o cartaz para AMPLIAR)

Mais uma vez se realiza esta recriação das antigas partidelas da amêndoa no auditório do Museu do Ferro. Trata-se de um convívio intergeracional aberto a toda a gente. Momentos de animação musical pela grandiosa Tuna Popular da Lousa, e representação teatral a cargo do grupo Alma de Ferro e Agrupamento de Escuteiros "Campos Monteiro" de Torre de Moncorvo.
Como era da tradição, no final será servida uma Merenda de produtos tradicionais, com o generoso patrocínio do Comércio local de Torre de Moncorvo.
Apareça!
Entrada livre.
********
Organização: 
Museu do Ferro /Município de Torre de Moncorvo /PARM

Patrocínios:
- Junta de Freguesia de Torre de Moncorvo, patrocina merenda tradicional
- Adega Cooperativa de Torre de Moncorvo - vinho regional
- Arte Sabor e Douro, Moncorvo - produtos regionais
- Bazar Regional, Moncorvo - produtos regionais
- Casa Belchior, Moncorvo - produtos fumeiro
- Loja da Torre, Moncorvo - produtos regionais
- Padaria Miguel, Lamelas-Carvalhal - pão regional
- Pastelaria Broa de Mel, Moncorvo - doçaria regional
- Pastelaria Convívio, Moncorvo - doçaria e bolas de carne
- Pastelaria Seromenho, Moncorvo - doçaria e bolas de carne
- Queitec, Qtª. Branca, Larinho - Queijo regional
- Quinta das Aveleiras, Moncorvo - amendoa, vinho
- Restaurante “O Lagar”, Moncorvo - petiscos
- Restaurante “Botelho”, Carvalhal - refrigerantes
- Talho Moncorvense, Moncorvo - fumeiro
- Talho Carlitos, Moncorvo - fumeiro    

A Organização agradece penhoradamente aos nossos patrocinadores que, ano após ano, continuam a contribuir para que este evento seja um sucesso e a tradição da mesa farta ao fim da faina se cumpra como antigamente...


quarta-feira, 22 de Outubro de 2014

ROTA MEDIEVAL - Do Castelo de Torre de Moncorvo à igreja de Adeganha


É já no próximo Sábado, dia 25 de Outubro!!
(clique sobre a imagem para AMPLIAR)

Celebrou-se no passado dia 7 de Outubro o Dia Nacional dos Castelos. Na impossibilidade de realização deste Passeio Medieval nessa data, acabámos por apontar para o dia 25, e parece que em termos meteorológicos a opção foi a melhor.

Já em tempos realizámos algumas vezes este trajecto, no âmbito dos "Passeios Culturais" do período da Páscoa. Como entretanto nos últimos anos se não realizou, e, para mais, recentemente foi iniciada uma acção de limpeza, conservação e valorização das ruínas do Castelo de Torre de Moncorvo, projecto que está em curso e não se esgota aí, pensámos que seria uma boa oportunidade para se mostrar o que foi feito e o que se espera realizar, para o que contamos com a presença dos responsáveis autárquicos. Será uma oportunidade para os nossos associados e população em geral ficarem a conhecer o que já foi realizado e a candidatura que este executivo em boa hora "desenterrou", visto que o núcleo museológico do Castelo e a recuperação das ruínas periféricas são um projecto há muito adiado.

Tendo em vista concretizar uma Rota Medieval tendo o Castelo de Torre de Moncorvo como ponto de partida, passando pelas ruínas da Vila Velha (Santa Cruz da Vilariça), Baldoeiro, e culminando na Adeganha (proposta que há muito também fizémos, em conexão com uma Rede Museal Local - vd. o opúsculo "Museu do Ferro & da Região de Moncorvo - introdução a um programa museológico",1996, de autoria de Nelson Rebanda, Miguel Rodrigues e Ana Mascarenhas, editado pelo MF&RM, pág. 14 e 16 e Catálogo do Museu do Ferro & da Região de Moncorvo, 2002, coordenado por Jorge Custódio e N.Campos), esperamos criar condições futuras de visitabilidade, para o que ainda há muito a fazer.

Salientando o carácter experimental desta realização, esperamos que por ocasião da próxima edição da Feira Medieval de Torre de Moncorvo, esta Rota possa ser explorada com melhores condições.

Para já, queremos agradecer a autorização dos proprietários da Qtª. da Portela (onde se inserem as ruínas da Vila Velha) a autorização concedida para a visita a este Monumento Nacional. Por outro lado, também, o apoio do município de Torre de Moncorvo, através da cedência de transporte e demais colaboração.

Como a lotação do transporte é limitada, solicitamos a vossa inscrição até ao dia 24/10, ao fim do dia, para o tel. 279 252 724.

Da parte da Manhã: 

10:00h-12:00h, com início na praça Francisco Meireles > visita guiada aos vestígios do Castelo e centro histórico (casco medieval) de Torre de Moncorvo;

Da parte da Tarde:
14:00 h - saída da praça Francisco Meireles (mini-autocarro), para visita à Vila Velha (Santa Cruz da Vilariça) > Baldoeiro > igreja tardo-românica de Adeganha.
Inscrições e mais informações, para o nº. 279 252 724

Organização
Município de Torre de Moncorvo / Parm Moncorvo / Museu do Ferro & da Região de Moncorvo

Contamos consigo!!

Txt.: N.Campos
Autor do Cartaz: Luís Teixeira (Município de Torre de Moncorvo)


sexta-feira, 12 de Setembro de 2014

Apanha tradicional da Amêndoa, no jardins do Museu do Ferro - dia 13/09

(clicar sobre a imagem para AMPLIAR)

É já amanhã, dia 13 de Setembro! - não falte!!!

sexta-feira, 5 de Setembro de 2014

É já amanhã!!! - Aves em véspera de migração - birdwatching

(clicar sobre a imagem para AMPLIAR)

O Sr. Presidente do Município de Torre de Moncorvo e a Direcção da associação do PARM, vêm por este meio convidar V. Exª. a participar na actividade: "Observação de aves em véspera de migração", a qual será orientada pelo Sr. Engº. Afonso Calheiros e Menezes (Técnico Superior do PNDI e membro da Direcção do PARM), a qual terá lugar no próximo sábado, dia 6 de Setembro, pelas 9:00 horas - concentração em frente do Museu do Ferro & da Região de Moncorvo, Largo Dr. Balbino Rego, em Torre de Moncorvo.

Da parte da tarde a jornada será complementada com a apresentação de uma palestra, também pelo Engº. Afonso Calheiros, acompanhada por uma projecção sobre o tema, a realizar no Auditório do Museu do Ferro & da Região de Moncorvo.

Para a jornada de campo matinal recomenda-se calçado apropriado e, se possível, máquina fotográfica (com zoom), binóculos e um Guia das Aves, para melhor identificação das espécies.

Contando com a presença de V. Exª., agradecemos desde já a melhor divulgação.

sábado, 7 de Junho de 2014

Festa de Santa Leocádia e Rota do Ferro em BTT no dia 10 de Junho

(clicar sobre a imagem para AMPLIAR)

Estão a decorrer as festividades em honra de Santa Leocádia e S. Bento, em redor da respectiva capela e miradouro, sobre a vila de Moncorvo, actividades promovidas pela Junta de Freguesia de Torre de Moncorvo, com apoio do município. Mais uma vez o PARM associa-se ao programa, através da realização da ROTA DO FERRO em BTT (Bicicletas de Todo-o-Terreno), no próximo dia 10 de Junho, com partida do alto da Carvalhosa (antigas minas da Ferrominas), pelas 9:00h. 

Nota: Algumas bicicletas poderão ser transportados na carrinha de apoio, com saída às 8:15h do Largo do Museu do Ferro, mediante inscrição prévia através do tel. 279 252 724 até às 18:00h do dia 9/06 (nº. de vagas limitado).

sexta-feira, 23 de Maio de 2014

DRCN promove concerto na igreja matriz de Moncorvo

Chamamos a atenção para esta iniciativa da DRCN, que terá lugar na igreja matriz de Torre de Moncorvo no próximo dia 31 de Maio, às 21:30h. O concerto insere-se no programa Jovens Músicos no Património a Norte, e estará a cargo da Orquestra de Câmara da Maia.
Saudamos naturalmente este evento cultural no excepcional monumento que é a nossa igreja, com excelentes condições acústicas para o efeito, e pelo repertório escolhido (música barroca), em sintonia com a decoração retabular do interior do espaço.
É de salientar que, para além da nossa igreja, apenas mais dois monumentos foram contemplados nesta digressão (mosteiro de Leça, em Matosinhos, e igreja de Caminha).
Aqui fica a informação e o convite que nos foi dirigido:

(Interior da igreja matriz de Moncorvo - foto DRCN)

CONVITE
O ciclo Música em Tempo Pascal é uma iniciativa da Direção Regional de Cultura do Norte, inscrevendo-se no eixo de programação Jovens Músicos no Património a Norte.
A Orquestra de Câmara de Maia, à qual se associa o Coro de Câmara Invictus Ensemble, interpretam a Missa Sancti Nicolai, Joseph HAYDN( 1732-1809) e o Gloria, RV 589, Antonio VIVALDI (1678-1741) nos seguintes monumentos nacionais, classificados em 1910 e afetos à DRCN:
Igreja do Mosteiro de Leça do Balio | Matosinhos-Porto | 23 de maio pelas 21:45;
Igreja Matriz de Torre de Moncorvo | Torre de Moncorvo – Bragança | 31 de maio pelas 21:30;
Igreja Matriz de Caminha | Caminha – Viana do Castelo | 6 de junho pelas 21:45.

sexta-feira, 25 de Abril de 2014

É no próximo Domingo, 27 de Abril, à tarde!! 

Saída: do Museu do Ferro & da Região de Moncorvo, às 14:30 h

(Clicar sobre o cartaz para AMPLIAR)

Vamos reviver a Tradição! Apareça!




quarta-feira, 16 de Abril de 2014

dia 18 de Abril: Visita guiada à Exposição de Arte Sacra /Igreja da Misericórdia de Moncorvo

.
De forma a comemorar o Dia Internacional dos Monumentos e Sítios (18 de Abril), que este ano coincide com a Sexta-feira Santa, o PARM, em colaboração com o Posto de Turismo, Município de Torre de Moncorvo e Santa Casa da Misericórdia, promove uma visita guiada à Exposição de Arte Sacra localizada na igreja e espaço adjacente desta instituição.


Mais se informa que esta Exposição foi inaugurada em Março de 2013, após a celebração de um protocolo entre o Município de Torre de Moncorvo (entidade promotora da mostra), a Santa Casa da Misericórdia de Moncorvo (que cede o espaço e algumas imagens religiosas), a Direcção Regional da Cultura do Norte (que custodia a maior parte do espólio, procedente da igreja matriz de Torre de Moncorvo), a Diocese de Bragança-Miranda e a Paróquia de N. Srª da Assunção de Torre de Moncorvo, que tutelam a componente religiosa e que estão na base histórica deste espólio.

Foi comissário desta exposição o Padre Dr. José Ribeiro, contando com a colaboração de técnicos(as) do município e da Direcção Regional da Cultura do Norte.

A abertura da exposição encontra-se a cargo do Posto de Turismo de Torre de Moncorvo, a quem os interessados se devem dirigir. Excepcionalmente será aberta no feriado de Sexta-feira Santa, a pedido do PARM, por se tratar do Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, devendo os interessados estar presentes às 10:00h da manhã na igreja da Misericórdia.
Ficam desde já os nossos agradecimentos ao Município e Posto de Turismo, assim como à Santa Casa da Misericórdia.
Contamos com a sua presença!

terça-feira, 15 de Abril de 2014

Exposição de Fotografia no Museu do Ferro - Amendoeiras em Flor e Tema Livre

.
Foi inaugurada no passado Domingo, dia 13/04, a exposição de fotografias do 1º. Concurso Fotográfico da Amendoeira em Flor organizado pelo município de Torre de Moncorvo. 

No acto foram divulgados os vencedores e distribuídos os prémios do concurso nas categorias "Amendoeira em Flor" e "Tema livre", assim como várias menções honrosas, pelo Presidente da Câmara, Dr. Nuno Gonçalves, e Vereadora Engª. Piedade Menezes.

Aqui fica um registo de alguns momentos deste evento:
Chegada dos participantes.

O Presidente da Câmara e participantes apreciando os trabalhos fotográficos.

Participantes e público em geral observando a exposição. 

Momento da distribuição dos prémios.


Informamos todos os interessados que esta exposição fica patente até final do mês de Maio no Auditório do Museu do Ferro & da Região de Moncorvo, no horário desta entidade: de terça-feira a domingo, das 10:00h-12:30h e das 14:00h às 18:00h.

- Foto-reportagem mais completa, aqui: https://www.facebook.com/parm.moncorvo/media_set?set=a.776207222430764.1073741830.100001244815550&type=1



É uma excelente proposta de Visita, neste período pascal - Apareça!...

segunda-feira, 14 de Abril de 2014

"Pela Calçada de Ferro & Caminhos do Roboredo" - breve reportagem

.
Como anunciado, realizou-se no passado dia 12/04 a 1ª. "longa marcha" Pela Calçada de Ferro & Caminhos do Roboredo

Este périplo procurou bordejar a rede de trilhos previstos no âmbito de um projecto do Município de Torre de Moncorvo, recentemente candidatado a programa comunitário, em que o PARM foi também chamado a colaborar.
Pensamos que a Serra do Roboredo, sobretudo na parte mais sobranceira à vila de Torre de Moncorvo, tem muitas potencialidades a oferecer. 
Há anos que esta associação vem realizando actividades ao longo do troço do antigo caminho medieval (a "calçada de ferro"), desde a R. de N. Srª. da Conceição até à zona da Qtª de Mindel e Qtª. Branca (p. ex. Passeio Ornitológico e Passeio Micológico). Mas, além de alguns valores culturais e naturais, há a salientar a beleza da mata e as belas vistas que se podem apreciar do topo da serra (Miradouro da Fraga do Facho ou das Antenas).
Antes da partida, o Sr. Vice-Presidente, Victor Moreira, e os representantes do PARM deram as boas vindas aos caminheiros, tendo explicado o contexto experimental desta jornada, realizada no âmbito da Semana dos Parceiros do Roteiro de Minas e Pontos de Interesse Geológico e Mineiro (DGEG/EDM).
Ao longo do percurso foram fornecidas várias informações (complementando o folheto oferecido no início da jornada), por parte de membros do PARM, tendo-se salientado os principais aspectos naturais e culturais ao longo do mesmo. Além das diversas espécies arbóreas e arbustivas existentes (algumas de recente repovoamento florestal) encontraram-se rastos de javalis e excrementos de outras espécies selvagens, além de se poderem observar algumas aves de rapina.
Do ponto de vista meteorológico o tempo ajudou, com uma temperatura amena, num dia soalheiro. 
Apesar de poucos participantes (18 pessoas no total), os mesmos não se arrependeram.
Houve apenas alguns reparos quanto à extensão do percurso (o que tudo depende da preparação física de cada um dos participantes), mas, dado o carácter experimental da iniciativa, será de se ter em conta, em termos futuros, dois aspectos essenciais no desenho de novos percursos: 
1º - Extensão do percurso; 2º - Nível de dificuldade. 
Quanto ao 1º aspecto, dever-se-ão considerar 3 níveis: curto(4 km), médio(8 km) e longo (12 ou mais km);
No que toca à dificuldade dever-se-á ter em conta inclinação + (ir)regularidade do terreno + extensão, para se definir o nível de dificuldade (baixo, médio e alto). 
Para os interessados, informamos que dispomos de alguma bibliografia sobre esta matéria.

Aqui fica uma breve reportagem fotográfica desta caminhada:
Ponto de Partida: Capela de S. João Baptista ou N. Srª. de Fátima - boas vindas aos participantes por parte dos representantes do Município de Torre de Moncorvo, Junta de Freguesia e PARM.
 
Início da caminhada, pela R. de N. Srª de Fátima, onde passava o antigo caminho medieval de Torre de Moncorvo para Mós / Freixo de E. Cinta, Terras de Miranda e Espanha.
Vista de Torre de Moncorvo a partir do caminho.

"Casa da Floresta" - arquitectura revivalista dos anos 1930.

Capela de N. Srª. da Conceição - séc. XVII
Caminho de terra vermelha e hematite (minério de ferro).

O grupo entranha-se na floresta...

Atravessando a mancha de carvalhos, árvore de onde derivou o nome da serra (do latim "robor" = carvalho)

Engº. Afonso assinala vestígios de javali.
 
Pausa para descanso próximo da mina da Cotovia.

Entrada da velha mina da Cotovia (aberta nos anos 1930)

Continua a marcha em direcção ao topo da serra.

Caminho pela crista da serra.
 
Ao centro: memorial ao Dr. Constâncio de Carvalho (1976-1928), paladino da reflorestação da serra.
 
Descida para a vila, no sentido da Casa Florestal.
 
T-Shirt editada pela Organização para assinalar a jornada.
Informamos os interessados que ainda sobraram algumas de tamanho S e M, pelo que podem adquiri-las junto do PARM - tel. 279 252 724.

 
Txt. N.Campos; Fotos: Zé Sá, Tomás Calheiros e N.Campos

sábado, 12 de Abril de 2014

Exposição de Fotografia no Museu do Ferro - inauguração

(clicar no convite para AMPLIAR)

É amanhã! não esqueça e... compareça!

quarta-feira, 9 de Abril de 2014

Passeio Pedestre - Pela Calçada de Ferro e Caminhos do Roboredo


É já no próximo Sábado, dia 12/04 - não se esqueçam!

Para inscrição (gratuita) ou mais informações: 279 252 724



(Clicar sobre as imagens para AMPLIAR)

Percurso, com ponto de Partida (e Chegada) do lado esquerdo.

Parte deste percurso é já conhecido de alguns dos nossos associados e amigos, pois que o temos feito, nos últimos anos, em jornadas ornitológicas e micológicas, pelo menos até ao ponto conhecido por Calhoal, onde se encontram vestígios das antigas pedreiras de granito que abasteceram importantes obras da vila, tais como a do castelo (séc. XIV) e da igreja matriz (séc. XVI).

A "novidade" desta edição será a partir da bifurcação do Calhoal, subindo pela esquerda, em direcção à velha mina abandonada da Portela de Felgueiras (também conhecida por mina do "Zé Derreado", por aí ter trabalhado um mineiro assim alcunhado). Esta mina terá sido aberta pelo engenheiro de minas alemão Gustav Schoenflick, nos anos 1930, havendo foto da época no Museu do Ferro, com um grupo de mineiros. Aliás, este percurso era feito diariamente a cavalo, pelo referido engenheiro, inicialmente hospedado na Pensão Marrana, em Moncorvo, segundo relato que ouvimos ao nosso amigo Sr. António Carvalho, antigo ferreiro de Felgueiras, recentemente falecido.

Depois da mina do Zé Derreado, subiremos até ao marco geodésico que inspirou o nome literário com que o embaixador Armando Martins Janeira (1914-1988) assinou algumas das suas obras: "Mar Talegre". De facto, a partir daí se vê, em redor, um vasto "mar de montes". 

Sempre pela crista da serra, seguiremos até às "Antenas" (de telecomunicações e da RTM-Rádio Torre de Moncorvo), nas imediações da Fraga do Facho, onde se encontra o obelisco evocativo do ilustre moncorvense Dr. Constâncio de Carvalho (1876-1928), governador civil do distrito de Bragança, e que foi o impulsionador do repovoamento florestal da serra do Roboredo, no 1º. quartel do séc. XX. Um pouco abaixo deste memorial, encontra-se mais uma galeria de antiga mina, que também visitaremos.

Um pouco mais adiante começará a descida, em zigue-zague, até à Casa Florestal, junto à qual fica a Capela de N. Senhora da Conceição (séc. XVII), já vista no percurso de ida, tal como a de S. João Baptista/Senhora de Fátima (séc. XVII-XVIII), ambas da Junta de Freguesia. 

Como a essas horas a fome já deve ser muita, toca a correr para um banho rápido e almoço em local a definir.

No total o percurso tem cerca de 12km e contamos fazê-lo em 4 horas, sendo de dificuldade média.

Há ainda a referir que este percurso, organizado pelo Museu do Ferro & da Região de Moncorvo, com apoio do PARM, do Município e Junta de Freguesia de Torre de Moncorvo, se insere na Semana dos Parceiros do Roteiro de Minas e Pontos de Interesse Geológico e Mineiro (ver: http://www.roteirodeminas.pt/ ). - Trata-se de uma iniciativa experimental, tendo em vista a exploração de trilhos e percursos de um projecto de Aproveitamento Turístico e Ambiental da Serra do Roboredo, recentemente candidatado a apoios comunitários, por parte do Município de Torre de Moncorvo.

- Recomenda-se: levar calçado apropriado, cantil com água, chapéu, e um bordão de caminheiro. 

- Para mais informações e inscrição, ligar para: 279 252 724.



Txt.: N.Campos

sábado, 22 de Março de 2014

Assembleia Geral ordinária

Informam-se os associados que se realizará no próximo dia 29 de Março a Assembleia Geral ordinária desta associação, com a ordem de trabalhos que se segue:
(Clicar no doc. para AMPLIAR)

quarta-feira, 19 de Fevereiro de 2014

Inauguração da Exposição "A Cultura da Amendoeira", no Museu do Ferro

(clicar sobre o cartaz para AMPLIAR)

Informamos que será inaugurada no dia 20 de Fevereiro, pelas 21:00h, a exposição "A Cultura da Amêndoa", a qual ficará patente até ao final do mês de Abril, no salão nobre do Museu do Ferro & da Região de Moncorvo. Trata-se de uma iniciativa conjunta do Município de Torre de Moncorvo e do PARM. 

Apelamos à participação e visita dos nossos associados e amigos, agradecendo desde já a melhor divulgação, durante este período das festividades da Amendoeira em Flor.