sábado, 19 de março de 2016

Assembleia Geral do PARM /2016

(clicar para AMPLIAR)

terça-feira, 8 de março de 2016

Inauguração da exposição de Pintura de Lina Ambrósio - patente no auditório do Museu

.
Conforme anunciado, foi inaugurada no passado sábado a exposição individual de pintura (óleo e acrílico) de autoria de Lina Ambrósio, com alguns temas da região e não só, tirando partido de cores vivas e tratando formas realistas e outras geometrizantes ou abstractas.

A autora é natural de Lisboa, tendo-se licenciado em Pintura na Escola Superior de Belas Artes de Lisboa. Foi professora de Educação Visual e Tecnológica do Ensino Básico e no ensino liceal (em Angola, onde viveu). Tendo-se aposentado, reside actualmente em Adeganha, concelho de Torre de Moncorvo.

Aqui ficam alguns momentos da inauguração, no passado dia 5 de Março:




A exposição ficará patente até final do mês de Março, podendo ser visitada durante o horário normal de abertura do Museu, incluindo fins de semana (apenas encerramos às segundas-feiras e terças de manhã).
- Uma excelente proposta de visita ao Museu, em tempo de Primavera!


sexta-feira, 4 de março de 2016

Exposição de Pintura de Lina Ambrósio, no Museu do Ferro, dia 5/03

(clicar para AMPLIAR)

Informam-se todos os associados e público em geral, que é inaugurada no próximo dia 5/03/2016, pelas 15h no auditório do Museu do Ferro & da Região de Moncorvo, uma exposição de pintura (paisagens e temas abstractos), de autoria da pintora Lina Ambrósio, residente na Adeganha, no nosso concelho. - A não perder!!!

quarta-feira, 18 de novembro de 2015

Partidela Tradicional da Amêndoa - 2015

.
Realiza-se no próximo Sábado, dia 21/11, mais uma edição da Partidela Tradicional da Amêndoa no auditório do Museu do Ferro. Trata-se de uma actividade que anualmente se vem realizando, sempre com muita adesão dos moncorvenses de todas as idades e condições.
O objectivo, como sempre, é o de preservar as tradições da região, no caso vertente dando visibilidade a um produto - a AMÊNDOA - que é verdadeiramente ex-librístico das nossas terras.
A associação do PARM, como mentora desta actividade (iniciada no Museu do Ferro há 12 anos), continua a participar na sua organização, juntamente com o Município de Torre de Moncorvo, Junta de Freguesia moncorvense, Confraria da Amêndoa e AmendoaCoop. 
Como habitualmente, o evento será abrilhantado pela Tuna Popular da Lousa, e contará com a participação do Agrupamento de Escuteiros.
A Organização agradece a todos os patrocinadores que, generosamente e ano após ano, continuam a ofertar os seus produtos para a Merenda Tradicional que é servida aos participantes no final do trabalho, tal como nos bons velhos tempos.

(clicar sobre o cartaz, para AMPLIAR)

Nota: a sessão é livre e gratuita, aberta a todos os Moncorvenses e visitantes.
Como diz o provérbio, é benvindo quem vier por bem.

-Não falte, e traga um(a) Amigo(a) também!

sexta-feira, 18 de setembro de 2015

JEP - JORNADAS EUROPEIAS DE PATRIMÓNIO - Dia 25 de Setembro: Museu do Ferro & da Região de Moncorvo em comemoração conjunta com a Rede de Museus do Douro


As JEP's (Jornadas Europeias do Património) são uma iniciativa anual do Conselho da Europa e União Europeia, procurando destacar a herança comum do velho continente e desse modo procurando sensibilizar os cidadãos para a importância do Património Cultural. A nível nacional, a coordenação geral pertence à DGPC (Direcção Geral do Património Cultural), sendo depois desenvolvidas as iniciativas por diversas entidades.

O tema escolhido para este ano foi o Património Industrial e Técnico, em que naturalmente se insere o património mineiro.

Tendo em conta os tempos de crise, pensamos que a convergência de esforços permite uma melhor rentabilização dos recursos e, também, chegar a um maior número de pessoas, promovendo a nossa terra e a região duriense em que nos inserimos. 

Assim, o Museu do Ferro & da Região de Moncorvo (gerido pelo PARM em protocolo com o Município de Torre de Moncorvo), acedeu à proposta do Museu do Douro, para integrar uma parceria comemorativa destas Jornadas, as quais decorrerão entre os dias 25 e 27 de Setembro.

No dia 25/09, o dia será dedicado ao nosso concelho, com início na Estação do Pocinho, onde decorre uma visita guiada à estação por técnicos da CP e IP, seguindo-se depois para as minas da Carvalhosa (freguesia de Felgar, concelho de T. Moncorvo), Museu do Ferro & da Região de Moncorvo, com passagem pelo Centro Histórico e pela resistente Tipografia Globo, já ela um monumento técnico que ainda resiste à voragem das novas tecnologias.

Aqui fica programa conjunto do Museu do Douro, Museu do Ferro e da Região de Moncorvo, Museu Nacional Ferroviário, Museu de Geologia Fernando Real, a CP – Comboios de Portugal, EDP – Energias de Portugal, IP – Infraestruturas de Portugal e UTAD – Universidade de Trás os Montes e Alto Douro para as Jornadas Europeias do Património 2015:

Jornadas Europeias do Património 2015
25, 26 e 27 Setembro
Tema: Património Industrial e Técnico
Subtemas: Minas, Barragens e Comboios

O património cultural, industrial e técnico proporciona-nos informação preciosa sobre de onde viemos e como chegamos até aos dias de hoje, e, como tal, pode contribuir para dar às comunidades um sentido na afirmação da sua identidade e coloca-las no mapa da história dos lugares e do território.

As Jornadas Europeias do Património, iniciativa anual do Conselho da Europa e da União Europeia que envolve cerca de 40 países, terão lugar nos dias 25, 26 e 27 de setembro, este ano subordinadas ao tema "Património Industrial e Técnico", que tem como objetivo a sensibilização dos cidadãos para a importância da proteção e valorização do Património. Este tema, que remete-nos para um vasto conjunto do nosso património, está permanentemente presente no nosso quotidiano, envolvendo-nos a todos, e deixando-nos um legado que se revela em fábricas, pontes, moinhos, canais, linhas de caminho-de-ferro, lojas, vilas operárias, minas,  portos, património da água e da luz, pequenas indústrias artesanais, arquivos públicos e empresariais, entre muitas outras realizações da indústria e da técnica, alguns ainda em uso e outros abandonados ou já reutilizados, todos eles testemunho do engenho, do progresso, do desenvolvimento e criatividade de gerações passadas que nela participaram, enquanto trabalhadores, empresários e utilizadores dos bens que o processo de industrialização foi pondo à sua disposição.

Neste contexto, e reconhecendo a importância desta iniciativa, o Museu do Douro, o Museu do Ferro e da Região de Moncorvo, o Museu Nacional Ferroviário, o Museu de Geologia Fernando Real, a CP – Comboios de Portugal, a EDP – Energias de Portugal, o IP – Infraestruturas de Portugal e aUTAD – Universidade de Trás os Montes e Alto Douro promovem um programa  de atividades conjunto com o subtema “Minas, Barragens e Comboios”, que visa divulgar lugares e infraestruturas no território, obras de engenharia e arquitetura, registos e memórias de pessoas. Esta atividade tem o apoio daCâmara Municipal de Torre de Moncorvo e da Rede de Museus do Douro–MuD.
PROGRAMA
25 SET 2015 [Minas]
09h09 Partida de comboio | estação da Régua
10h34 Chegada à estação do Pocinho
             Visita à estação do Pocinho*
12h00 Visita às Minas de Ferro, Torre de Moncorvo, orientada por Elisa Preto Gomes e Emílio Evo Urbano
13h00 Almoço [LIVRE]
14h30 Visita ao Museu do Ferro, Centro Histórico de Torre de Moncorvo e Tipografia Globo, orientada por Nelson Rebanda
17h22 Partida de comboio | estação do Pocinho
18h45 Chegada à estação da Régua
INSCRIÇÃO: € 7,00 [adultos] | € 3,50  [crianças**]
26 SET 2015 [Barragens]
09h00 Partida de autocarro, Museu do Douro, Peso da Régua
11h00 Visita ao Aproveitamento Hidroelétrico de Picote, acolhimento e visita  EDP
13h15 Almoço [LIVRE]
14h30 Visita ao Bairro Operário do Barrocal do Douro
16h00 Visita ao Miradouro da Penha do Puio e o EcoMuseu em Picote, orientada por Elisa Preto Gomes e António Bárbolo
17h00 Regresso a Peso da Régua
19h00 Chegada a Peso da Régua

INSCRIÇÃO: € 12,50  [adultos] | € 5,00 [crianças**]
27 SET 2015 [Comboio]
11h00 Visita ao Museu do Douro | Peso da Régua
13h00 Almoço [LIVRE]
14h30 Visita à mostra temporária do Museu Nacional Ferroviário | estação de comboios da Régua
             Visita à estação de comboios da Régua*
15h22 Viagem no Comboio Histórico
18h32 Chegada à estação da Régua
INSCRIÇÃO:  € 17,50 [adultos] | € 7,50 [crianças**]
INSCRIÇÃO:  3 dias: € 35,00 [adultos] | € 13,50  [crianças**]

* visitas às estações de comboios orientadas por Ana Sousa e Paula Azevedo
**crianças 4 - 11 anos
INSCRIÇÕES ATÉ 18 DE SETEMBRO.
A inscrição é obrigatória e poderá ser efetuada através do website do Museu do Douro ou do link http://goo.gl/forms/a4onVXhva2 até ao próximo dia 18 de setembro.

sexta-feira, 19 de junho de 2015

Festival do Solstício na Serra do Roboredo, dias 20 e 21 de Junho

Realiza-se pela primeira vez o Festival do Solstício em Torre de Moncorvo, numa organização do município de Torre de Moncorvo, com apoios diversos, em que também marcamos presença.

Como é sabido, esta é uma data mágica desde que o Homem começou a consciencializar o ritmo das estações e a amplitude dos dias/noites nas diferentes fases do ano. - Talvez ainda durante o Paleolítico, mas sobretudo com as sociedades produtoras do Neolítico. 

Não temos aqui Stonehenge nem druidas, mas temos o Roboredo, e, nesta serrania, um ponto especial para a saudação ao Sol poente sobre o planalto da Lousa, lá para as bandas do dólmen de Vilarinho da Castanheira.

Pela noite do dia 20, a flauta mágica de Rão Kyao envolverá decerto os presentes, ecoando pelas alturas e voará pelos cabeços. Mas não só... Pode ver o resto no cartaz em baixo:


(clicar sobre o folheto para AMPLIAR)

Fica o convite a todos os associados e amigos a participarem e a divulgarem este evento!
Não faltem!!

sábado, 13 de junho de 2015

Nova edição da Rota do Ferro em BTT - 10 de Junho

.
Realizou-se no passado dia 10/06/2015 mais uma edição do passeio em BTT-Rota do Ferro, uma iniciativa da Junta de Freguesia de Torre de Moncorvo, que, mais uma vez, contou também com a colaboração do PARM.
A edição deste ano teve início na estação de caminho de ferro de Torre de Moncorvo (Linha do Sabor), seguindo depois pela ecopista até ao Carvalhal; daqui até Felgueiras o percurso fez-se pela estrada municipal; a partir da aldeia de Felgueiras seguiu-se pelo antigo caminho medieval para Torre de Moncorvo até às imediações do S. Lourenço, e daqui, por trás da Qtª das Aveleiras até à capela de Stª Leocádia/S. Bento
No final, festa rija no largo desta última capelinha, ainda a tempo da missa campal, celebrada pelo Sr. Padre João.


Aqui ficam algumas imagens do passeio em BTT:
Passagem pela estação do Larinho


Em estrada para Felgueiras


Chegada à portela de Felgueiras, perto da velha mina...


Passagem por Felgueiras, antiga aldeia de ferreiros...


Seguindo pelo velho caminho...


Chegada ao recinto da festa, onde a merenda espera...


Capela de S. Bento e Santa Leocádia, séc. XVII?


Momentos de lazer...

Txt. e fotos de N.Campos, José Rodrigues e Paulo Rachado - Arquivo PARM 

segunda-feira, 8 de junho de 2015

Festa de S. Bento e Stª Leocádia + Rota do Ferro em BTT, é no dia 10/06!

.
Vai ter lugar no próximo dia 10/06 a festa de S. Bento e Stª Leocádia, organizada pela Junta de Freguesia de Torre de Moncorvo, com a colaboração do Município, dos Escuteiros e do PARM.

Como de costume vamos colaborar no passeio em BTT "Rota do Ferro pelos caminhos do Roboredo". - Não faltem!!!  
(clicar sobre o cartaz para AMPLIAR)

quinta-feira, 14 de maio de 2015

Dia Internacional dos Museus, no Museu do Ferro

.
(clicar sobre a imagem para AMPLIAR)
 
 
Celebra-se no dia 18 de Maio o DIA INTERNACIONAL DOS MUSEUS.
 
Não querendo deixar de assinalar a data, o Museu do Ferro & da Região de Moncorvo vai estar aberto nesse dia, apesar de ser segunda-feira, dia habitual de encerramento. E mais: a entrada é livre!
 
Aproveitando o contexto, mas antecipando para domingo, pelas 15horas, será feita uma apresentação com uma retrospectiva do longo caminho trilhado desde que o Museu do Ferro veio para a sede do concelho em 1995, pois que o núcleo embrionário surgiu no bairro mineiro do Carvalhal, nos anos 80's.
 
Aproveite e traga um(a) Amigo(a) também! - Porque o Museu é seu!
 


sexta-feira, 17 de abril de 2015

18/04 - DIA INTERNACIONAL DOS MONUMENTOS E SÍTIOS

.
Para assinalar o Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, e o 50º aniversário do ICOMOS (Conselho Mundial dos Monumentos e Sítios), a Direção-Geral do Património Cultural (DGPC) escolheu o tema "Monumentos e Sítios: Conhecer, Explorar, Partilhar".
Se bem que, por condicionalismos vários, não tivessemos inserido a tempo a nossa candidatura às comemorações nacionais, não quisemos, todavia, deixar de assinalar a data. Esta comemoração torna-se ainda mais pertinente e simbólica, num tempo de aparente regresso a' barbárie, em que são destruidos bens culturais valiosíssimos e insubstituíveis, como tem acontecido na Síria e no Iraque.
Assim, aqui fica a divulgação de uma iniciativa a realizar no âmbito da DRCN, com a colaboração do Museu do Ferro e do PARM, a saber: duas visitas guiadas à igreja matriz de Torre de Moncorvo, conforme cartaz: 

(clicar sobre o cartaz para AMPLIAR)




segunda-feira, 6 de abril de 2015

Assembleia Geral ordinária - 11.04.2015

Convocatória
(clicar sobre o doc, para AMPLIAR)

sexta-feira, 6 de março de 2015

Regresso à barbárie: começou uma nova Idade Média...

.
Conta-se que a famosa Biblioteca de Alexandria, nos seus finais, foi queimada por duas vezes: primeiro, por um bispo cristão fanático, que via em toda aquela herança do paganismo um grande perigo para a Fé (lembram-se de Hipatia de Alexandria?); depois, foi a vez de um conquistador islâmico, no séc. VI, acabar com o que restava. O argumento era: se tudo o que estava na biblioteca estava contido no livro único (Alcorão), aquilo não servia para nada, e devia ser destruído; mas, se algo ali contrariava o Corão, por maioria de razão devia ser tudo destruído! E foi. E a seguir começou a Idade Média...
Claro que não falta quem argumente, em favor da cultura islâmica, que foram os árabes que salvaram muitas obras da Antiguidade, sobretudo Aristóteles, traduzindo e copiando; ah, e a brilhante civilização árabe do Al Andaluz! - Houve (e há) quem sonhe com o regresso a esses bons velhos tempos do Sul da Península Ibérica, interrompidos pelos bárbaros cristãos do Norte, que, inclusive, levaram depois o feudalismo para terras do Sul (de Portugal e Espanha). Pode ser que aconteça. Mas, entretanto, não se admirem com arrazos de todos os vestígios anteriores (e posteriores), que não sejam "arqueologia islâmica".
Podem argumentar que estes fanáticos não são o Islão. Ainda não o representarão por inteiro, mas podem ser uma testa de ponte. Entretanto, o mais remoto passado da Humanidade vai sendo apagado... Ficará o que se publicou e (ainda) está nos livros, enquanto não forem destruídas todas as Bibliotecas que Alexandria simboliza.
Chorando sobre as ruínas de Tróia (serão as próximas?), aqui vos fica:

« O Estado Islâmico começou a destruir as ruínas da cidade histórica de Nimrud, no Iraque .
Os ataques a Nimrud ocorrem uma semana depois de os jihadistas terem publicado um vídeo que os mostrava a destruir esculturas de pedra e outros artefactos centenários do Museu Mosul.» - in: Obsevador, 2015.03.05


«ISIS destrói com bulldozer cidade histórica do Iraque
O Estado Islâmico começou na quinta-feira a destruir, com recurso a bulldozer, a cidade de Nimroud, uma joia arqueológica do norte do Iraque, uma semana após ter sido difundido um vídeo com a destruição de esculturas pré-islâmicas em Mosul.

Os 'jihadistas' "tomaram de assalto a cidade histórica de Nimroud e começaram a destrui-la, com bulldozers", disse o Ministério do Turismo e Antiguidades na sua página oficial do Facebook.

Um responsável do ministério confirmou, sob anonimato, que até ao momento, não é possível "medir a amplitude dos danos".

Nimroud, uma cidade fundada no século XIII antes de Cristo, está localizada junto ao rio Tigre, a cerca de 30 quilómetros de Mosul, a grande cidade do norte do Iraque, controlada pelo Estado Islâmico desde Junho"

 

- in Notícias ao Minuto, 2015.03.05 
 

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

Exposição fotográfica "Igreja Matriz de Torre de Moncorvo. Pormenores II", no Museu do Ferro!

.
(clicar sobre o cartaz para AMPLIAR)

É já amanhã, dia 14 de Fevereiro, pelas 15horas, no Museu do Ferro & da Região de Moncorvo.
No seguimento da exposição "Igreja Matriz de Torre de Moncorvo, Pormenores I", João Pinto Vieira Costa, volta a expor (em colaboração com Nelson Campos), mais um lote de imagens sobre este portentoso monumento. A não perder!!


quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Exposição "Carnaval/Entrudo & Máscaras Trasmontanas" no Museu do Ferro


(clicar sobre a imagem, para AMPLIAR)

Vem aí o mês de Fevereiro e o tempo do Carnaval! 
Como tristezas não pagam dívidas, é tempo de esconjurar os males que andam pelo ar... Era essa (também) uma das funções do Carnaval. 

E se quiser saber mais sobre esta remotíssima tradição, apareça no próximo Domingo, 1 de Fevereiro, pelas 14:30h no auditório do Museu do Ferro & da Região de Moncorvo.
Além dos aspectos gerais sobre o Carnaval, será igualmente patente uma exposição sobre Máscaras Trasmontanas, da colecção particular do Doutor António Pinelo Tiza, bragançano que é um dos maiores especialistas nesta matéria, e que nos brindará com a aus presença e uma exposição sobre o sentido do Carnaval no contexto do ciclo das chamadas "Festividades de Inverno".


Organização: Município de Torre de Moncorvo
Colaboração: Museu do Ferro & da Região de Moncorvo e
PARM.

sexta-feira, 7 de novembro de 2014

XI PARTIDELA TRADICIONAL DA AMÊNDOA no Museu do Ferro

(clicar sobre o cartaz para AMPLIAR)

Mais uma vez se realiza esta recriação das antigas partidelas da amêndoa no auditório do Museu do Ferro. Trata-se de um convívio intergeracional aberto a toda a gente. Momentos de animação musical pela grandiosa Tuna Popular da Lousa, e representação teatral a cargo do grupo Alma de Ferro e Agrupamento de Escuteiros "Campos Monteiro" de Torre de Moncorvo.
Como era da tradição, no final será servida uma Merenda de produtos tradicionais, com o generoso patrocínio do Comércio local de Torre de Moncorvo.
Apareça!
Entrada livre.
********
Organização: 
Museu do Ferro /Município de Torre de Moncorvo /PARM

Patrocínios:
- Junta de Freguesia de Torre de Moncorvo, patrocina merenda tradicional
- Adega Cooperativa de Torre de Moncorvo - vinho regional
- Arte Sabor e Douro, Moncorvo - produtos regionais
- Bazar Regional, Moncorvo - produtos regionais
- Casa Belchior, Moncorvo - produtos fumeiro
- Loja da Torre, Moncorvo - produtos regionais
- Padaria Miguel, Lamelas-Carvalhal - pão regional
- Pastelaria Broa de Mel, Moncorvo - doçaria regional
- Pastelaria Convívio, Moncorvo - doçaria e bolas de carne
- Pastelaria Seromenho, Moncorvo - doçaria e bolas de carne
- Queitec, Qtª. Branca, Larinho - Queijo regional
- Quinta das Aveleiras, Moncorvo - amendoa, vinho
- Restaurante “O Lagar”, Moncorvo - petiscos
- Restaurante “Botelho”, Carvalhal - refrigerantes
- Talho Moncorvense, Moncorvo - fumeiro
- Talho Carlitos, Moncorvo - fumeiro    

A Organização agradece penhoradamente aos nossos patrocinadores que, ano após ano, continuam a contribuir para que este evento seja um sucesso e a tradição da mesa farta ao fim da faina se cumpra como antigamente...